Cinema Cursos e Palestras Exposições Eventos Diversos Cineclube Festas Música Teatro
Aonde Vamos
Aconteceu
Aonde VamosTV(video)
Arquitetura
Beleza
Bem-Estar
Ciência & Tecnologia
Cultura
Educação
Entrevistas
Esporte
Esporte Já(video)
Eventos
Gastronomia
Lazer
Moda
Negócios
Opinião
Promoção
Saúde
Serviços
Turismo
História
Contato
Fórum
Cadastre-se

Educação da respiração,
 




Educação da respiração,

por Daisy Wellichan



São Carlos, 19 de Junho de 2007.

Educação da respiração

Respiração é vida,e vida é respiração. A duração da vida,tal como a entendemos,é o espaço entre a primeira e a última respiração. Nada poderia ser mais expontâneo e natural do que o processo de respirar.

Entretanto, a qualidade da respiração depende de alguns diferenciais, o que explica a dificuldade de encontrar-se pessoas que respirem realmente bem.

A respiração pode ser afetada por três fatores: o primeiro é fisiológico. Mudanças que ocorrem no corpo afetam a respiração. Por exemplo, um esforço mais ou menos intenso provoca a aceleração da respiração. Doenças respiratórias têm uma nefasta influência sobre o processo respiratório.

O segundo fator é o emocional, com amplos poderes sobre o desempenho respiratório. Emoções diversas produzem diferentes padrões respiratórios. Assim, quando rimos, a respiração se aprofunda; quando se está deprimido, respiramos mais superficialmente. Diz o Dr. Manohar Gharote que "...os padrões de respiração espelham o estado mental".

Por essa razão, as emoções e o conteúdo mental podem ter influências positivas para uma mudança de padrões respiratórios.

O terceiro fator é, consequentemente, o controle voluntário da respiração, usado por cantores e oradores, que aprendem a prolongar a respiração.

A ciência do Yôga desenvolveu a arte do Pranayama (prana= energia vital, ayama=estender). O Pranayama é o controle da respiração com o objetivo de alongá-la, tornando-a sobremaneira eficaz.
Textos antigos dizem que, ao nascer, os seres trazem determinado número de respirações a serem usadas, ao término dessas, advém a morte. E apontam exemplos como a tartaruga, que vive muito tempo respirando lentamente, em oposição à respiração agitada e a vida breve do macaco. Sabemos que respirações lentas e profundas levam à boa saúde e longevidade, enquanto estresse e respiração agitada encurtam a vida.

Os Pranayamas são técnicas desenvolvidas pelo Yôga para ampliar os efeitos do prana nos mecanismos físico, emocional e mental e, num último e definitivo resultado, leva à ampliação da consciência.

Ciclo Respiratório

Inalação
Movimento Da Respiração Para Dentro- Puraka.

É um processo ativo que expande o tórax e o abdômem e endireita a coluna. Depende de uma mvimentação do diafrágma para baixo, que abre espaço para os pulmões, forçando a entrada do ar. Os efeitos fisiológicos e psicológicos de uma prática de pranayama que enfatize a inalação são de natureza revitalizante.

Retenção do ar e parada

Antar kumbaka e bahya kumbaca.

Na respiração normal, não somos conscientes dos pontos terminais da nossa inalação (retenção) ou exalação (parada).

No pranayama, esses segmentos são alongados intencionalmente para gerar vários benefícios.

A retenção é um prolongamento da inalação, enquanto a parada alonga a exalação.

Exalação

Movimento da respiração para fora - rechaka.

É a ênfase maior no pranayama, por causa do uso do baixo abdômem. Como a área abdominal inferior é o depósito principal das impurezas do corpo, é importante o mais perfeito uso da exalação para eliminá-las.

A exalação tem um efeito calmante e é produzida pelo retorno do diafrágma para cima,pressionando os pulmões,forçando o esvaziamento.

"Neste ciclo perpétuo, no qual cada segmento da respiração afeta os outros, o processo resultante é harmonioso e integrado.

Inspiração e expiração criam, equilibram-se e apoiam-se uma à outra. A exalação remove ou destrói; a inalação cria ou adquire"

Fontes:
Manohar Gharote,  "Yôga Aplicada"
A.G.Mohan, "Yôga para o corpo, respiração e mente"

Daisy Wellichan é instrutora de Yoga com Formação e Especialização em YOGA, na FMU – Faculdades Metroplitanas Unidas. Ministra aulas de Yoga desde 1995, tendo ministrado aulas em vários lugares, dentre eles, no SESC de São Carlos, por três anos. Atualmente ministra aulas no Condomínio Parque Faber, Associação dos Funcionários do Estado de S. Paulo,DHÃRANA “Centro de Yoga e Terapias Alternativas”, situado á Rua S. Paulo, 457- próximo a Rua Santa Cruz - Tel- 16- 3361 4655 – 3116 2008 Cel- (16)91171140
Email- dwellichan@hotmail.com








Os artigos assinados ou enviados por colaboradores são de sua inteira responsabilidade, não correspondendo necessariamente à opinião do Portal Aonde Vamos.


PUBLICIDADE